Left off-canvas

An off-canvas can hold any content you want.

Close this off-canvas by clicking on the backdrop or press the close button in the upper right corner.

 

Some details

  • Width
    240px
  • Height
    100%
  • Body scroll
    disabled
  • Background color
    Default

Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura visita Unidade de Cuidados Paliativos de Coloane dos Serviços de Saúde

1. Apresentação do Dr. Cheang Teng Fong sobre a Unidade de Cuidados Paliativos e os serviços de cuidados paliativos

Tendo em conta o envelhecimento populacional de Macau, as necessidades e procura dos cuidados paliativos, os Serviços de Saúde alteraram o Centro Clínico de Saúde Pública situado no Alto de Coloane para a Unidade de Cuidados Paliativos de Coloane que recentemente entrou em funcionamento com o objectivo de proporcionar serviços de cuidados gerais e de apoio, a nível físico, mental, social e espiritual aos pacientes em estado avançado e às suas famílias.

De forma a verificar in loco as instalações e o funcionamento dos serviços o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Doutor Alexis Tam e uma delegação dos Serviços de Saúde visitaram, sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2019, as enfermarias de cuidados paliativos, instalações e equipamentos desta Unidade. Durante a visita, Doutor Alexis Tam comunicou com o pessoal médico e de enfermagem, assim como cumprimentou os pacientes.

O médico especialista, Dr. Cheang Teng Fong apresentou as enfermarias de cuidados paliativos, que estão situadas no 4.º andar da Unidade de Cuidados Paliativos de Coloane, e que dispõem de 20 camas. O número pode ser alargado para 40 camas conforme as necessidades. Esta unidade já admitiu 20 pessoas para tratamento e 12 ainda estão hospitalizadas.

A equipa de profissionais de saúde para cuidados paliativos conta com um total de 5 médicos, 14 enfermeiros e 8 auxiliares de saúde, perfazendo cerca de 27 profissionais de saúde, os quais podem responder às necessidades e procura. O número de profissionais de saúde será aumentado gradualmente em conformidade com o número de pacientes. Além disso, os quartos de cuidados paliativos podem ser transformadas em salas de pressão negativa, ou seja, uma enfermaria com 20 quartos altos padrões de isolamento de doenças transmissíveis passam a ser disponíveis, em resposta a situações de emergência, a fim de atender e tratar os pacientes com doenças transmissíveis essenciais.

O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Doutor Alexis Tam afirmou que o ambiente da Unidade de Cuidados Paliativos de Coloane é bonito e confortável situação que possibilita que os pacientes possam receber melhores cuidados de saúde.

O aumento contínuo do número de camas é o resultado positivo da reforma de saúde do Governo da RAEM, o que reflete a responsabilidade do governo na melhoria dos serviços de cuidados de saúde de Macau.

O doutor Alexis Tam também salientou que abertura em breve do Hospital de Convalescença em Ká-Hó, previsto para Abril, irá disponibilizar serviços de fisioterapia, cuidados paliativos, reabilitação e convalescença, com 160 camas, o que melhorará ainda mais as instalações de hardware de saúde de Macau.

Em declarações aos jornalistas o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura mais uma vez apelou ao público para reforçar prevenção contra a gripe, adiantando que o governo da RAEM tem alertado a sociedade para a prevenção da gripe através de um grande número de campanhas publicitárias, enviando também equipas de saúde para administração da vacina nas escolas, lares de idosos e creches, entre outros. Com uma série de esforços dedicados, a situação epidemiológica da gripe em Macau encontra-se mais estável do que nas regiões vizinhas, graças à colaboração de toda a população de Macau, bem como aos esforços do pessoal de saúde da linha da frente. O Secretário agradeceu ao pessoal de saúde o trabalho árduo e dedicado que tem permitido consolidar, ainda mais, a barreira imunitária em Macau.

Em resposta a uma questão sobre a admissão de médicos portugueses no Território, o Doutor Alexis Tam disse que, neste momento, seis especialistas portugueses já ingressaram nos Serviços de Saúde e que os procedimentos de recrutamento de médicos de outras áreas no exterior ainda continuam.

Em relação ao facto de as autoridade de saúde terem manifestado a intenção de recrutar enfermeiros aposentados para prestarem cuidados de saúde, de forma temporária ou a tempo parcial, o Diretor Lei Chin Ion frisou que o número de pacientes com gripe que recorre aos serviços de urgência e centros de saúde aumentou cerca de 20%, e que o pessoal de saúde existente ainda pode dar resposta às necessidade, mas grande parte deles necessita de trabalhar horas extraordinárias. Neste contexto, os Serviços de Saúde planeiam contratar 30 enfermeiros aposentados para prestarem cuidados de saúde, em regime temporário ou a tempo parcial, no sentido de aliviar a escassez do pessoal, sendo previsto que esta situação entre em vigor a curto prazo para dar resposta ao trabalho.

No encontro com os jornalistas o Coordenador do Centro de Prevenção e Controlo da Doença, Dr. Lam Chong apresentou a tendência mais recente de evolução de gripe em Macau salientando que Macau ainda se encontra no período de pico de gripe. A proporção de pacientes com sintomas semelhantes à gripe ainda é alta, quer no Serviço de Urgência do CHCSJ, quer no Serviço de Urgência do Hospital Kiang Wu. A proporção de pacientes adultos está aparentemente em declínio contudo a proporção de crianças com gripe flutua num nível elevado, registando-se também uma redução em caso de infecção colectiva de gripe em escolas.

Os Serviços de Saúde iniciaram, a 11 de Dezembro de 2018, a administração gratuita da vacina da gripe a todos os residentes de Macau, a fim de melhorar a imunidade contra a gripe dos residentes de Macau, reforçando diariamente a monitorização dos dados, sobretudo, monitorização hospitalar de doença semelhante à gripe, monitorização do relatório diário sobre a situação de internamento hospitalar de casos críticos e graves com gripe, etc.

Os Serviços de Saúde estão bem preparados para dar resposta à gripe, e estão previstos planos de contingência para várias situações epidemiológicas. Existem medicamentos antivirais e stock de materiais de prevenção de epidemia e número suficiente que permite lidar com futura evolução de gripe.

O médico adjunto da direcção do CHCSJ, Dr. Lei Wai Seng divulgou aos presentes que a criança com 4 anos e 6 meses, internada no dia 6 de Janeiro devido à encefalite grave no CHCSJ, encontra-se em estado mental considerado satisfatório e teve alta, enquanto a mulher puérpera com 31 anos de idade que foi internada a 18 de janeiro no CHCSJ já não necessita de utilizar ventilador mecânico nem de oxigenação por membrana extracorpórea, a sua situação melhorou e foi transferida para a enfermaria comum, em processo de recuperação.

A visita à Unidade de Cuidados Paliativos de Coloane contou com a presença do Director dos Serviços de Saúde, Lei Chin Ion, Subdirector dos Serviços de Saúde e Director do CHCSJ, Kuok Cheong U, Subdirector dos Serviços de Saúde, Cheang Seng Ip, Subdirectora dos Serviços de Saúde, Ho Ioc San, os Assessores do Gabinete do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Lo Iek Long e Tai Wa Hou, entre outros.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar