Ficam mais relaxadas as condições de participação no Programa de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo para Jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa

Espaço de trabalho da Second Home em Lisboa de Portugal

Em articulação com a “estratégia de desenvolvimento impulsionado pela inovação” constante das Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e para promover Macau a desenvolver-se num centro de talentos de inovação e empreendedorismo, valorizando o papel de Macau como Plataforma deServiçospara aCooperação Comercialentre aChinae osPaíses de Língua Portuguesa e Centro de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo para Jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa, são relaxadas, a partir de hoje, as condições de participação no Programa de Intercâmbio de Inovação e Empreendedorismo para Jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa (Programa), cuja implementação é da responsabilidade da Direcção dos Serviços de Economia (DSE), incluindo os requisitos à candidatura e o âmbito etário. Assim sendo, os jovens com idade compreendida entre os 18 e 44 anos, desde que preencham os requisitos necessários, podem apresentar candidatura no sentido de deslocar-se a Portugal para realização de intercâmbio em inovação e empreendedorismo, explorando oportunidades de desenvolvimento.

A DSE lançou o Programa em finais de 2017 com o objectivo de impulsionar o intercâmbio e a cooperação entre os jovens da China e dos Países de Língua Portuguesa na área de inovação e empreendedorismo, apoiando os jovens empreendedores a irem embora, deslocando-se a Portugal para explorar oportunidades de desenvolvimento. Em articulação com o desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, o Programa já foi integrado no Programa de Empreendedorismo e Inovação Juvenil na Grande Baía constante das Linhas de Acção Governativa do Governo da RAEM deste ano. Os jovens empreendedores que participam no Programa podem entrar, gratuitamente, no espaço de trabalho da Second Home em Lisboa de Portugal e devem participar nos cursos de formação e usar os serviços de assessoria e consultoria prestados pela Fábrica de Startups - uma incubadora e aceleradora famosa em Portugal. Através desses apoios e formações, ajudam-se, eficazmente, os jovens empreendedores a realizarem as suas ambições e alargarem as redes comerciais em Portugal. Os participantes aprovados devem permanecer em Portugal durante o período entre 14 e 90 dias e são concedidos aos mesmos um subsídio de transporte de ida e volta Macau-Portugal no valor de 5 000 patacas, bem como um subsídio de despesas diárias no valor de 300 patacas durante a estadia em Portugal.

Seja bem-vinda a apresentação de candidaturas por parte dos jovens empreendedores qualificados. Para mais informação sobre o Plano ou para descarregar o boletim de candidatura, pode consultar as respectivas informações na página electrónica da DSE:

https://www.economia.gov.mo/zh_TW/web/public/pg_ead_lsye_piiej?_refresh=true, ou através do email: paje.info@economia.gov.mo.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar