Titulares dos principais cargos da nova equipa comprometem-se a adoptar “Sinergias de Avanços” como lema para servir Macau

Os titulares dos principais cargos e o procurador do Ministério Público do V Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) referiram que irão, em conjunto, levar a cabo o conceito da execução das Linhas de Acção Governativa adoptando “Sinergias de Avanço, Mudanças e Inovação” como lema de governação do novo Governo e sob as bases existentes para cada área da respectiva tutela irão continuar a auscultar opiniões e a responder com empenho às revindicações e necessidades da população em direcção ao aperfeiçoamento do serviço aos residentes. De igual modo, agradeceram a nomeação do Governo Central e a confiança expressa pelo Chefe Executivo do V Governo da RAEM.

O Chefe Executivo nomeado, Ho Iat Seng, esta manhã, apresentou aos OCS a sua nova equipa composta pelo secretário para a Administração e Justiça, Cheong Weng Chon, o secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, o secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, a secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Ao Ieong U, o secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo Arrais do Rosário, o procurador do Ministério Público, Ip Son Sang, o comissário contra a Corrupção, Chan Tsz King, o comissário de Auditoria, Ho Veng On, o comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários, Leong Man Cheong e o director-geral dos Serviços de Alfândega, Vong Man Chong.

Cheong Weng Chon afirmou que envidará todos os esforços para executar bem o seu trabalho e salientou que as bases deixadas pela secretária actual e pela anterior foram bastante positivas considerando o desenvolvimento e as exigências cada vez maiores da população em relação à administração pública, aos serviços prestados e ao governo, especialmente, na área da administração e justiça, tendo como missão elevar a sua dedicação à reforma administrativa. Relembrou a campanha do Chefe Executivo eleito onde foi dada como prioridade a reforma administrativa e reforçou a sua confiança na equipa da sua tutela e no trabalho que estes irão desempenhar.

Em seguida Lei Wai Nong, disse que irá, como sempre, empenhar-se no serviço à sociedade e em conjunto com os seus subordinados, concretizar o lema de governação e os objectivos traçados pelo novo Governo. Disse ainda que, no futuro, irá promover o desenvolvimento sustentável da economia da RAEM, a diversificação adequada da economia, aproveitar as vantagens do papel de Macau como “Um Centro e Uma Plataforma” e participação activa no desenvolvimento do país através das iniciativas “Uma Faixa, Uma Rota” e “Grande Baia Guangdong, Hong Kong, Macau” e o que elevará a competitividade de Macau. Frisou ainda que pretende dar continuidade à auscultação de opiniões e de forma sincera e pragmática se compromete a desempenhar bem as suas funções.

O secretário reconduzido, Wong Sio Chak descreveu o trabalho realizado nos últimos cinco anos, nomeadamente, a implementação de três conceitos modernos de policiamento activo, comunitário e à proximidade, a constituição do modelo de serviços policiais que consiste em tomar iniciativa por forma a dar resposta às exigências e expectativas da população sobre a segurança do Estado, segurança social, ordem pública, políticas de execução e fiscalização de leis e entre outras. Referiu ainda que, nos próximos cinco anos, irá também implementar medidas pioneiras de cooperação estreita entre a polícia e a população para garantir não só a segurança do País como também solidificar como base a segurança geral, na protecção da população de Macau e em direcção à construção do mecanismo legislativo de garantia da segurança do estado e de aplicação da mesma assim como pretende aperfeiçoar o mecanismo de alerta na prevenção e combate de catástrofes e na criação de uma rede abrangente para que Macau mantenha a sua estabilidade proporcionando uma vida tranquila a toda a população. Além disso disse que irá continuar a promover e a concluir o que foi definido ainda pelo actual governo ou melhorar o trabalho já feito.

Por sua vez, Ao Ieong U referiu que ser nomeada secretária para os Assuntos Sociais e Cultura implica assumir responsabilidades muito importantes, sendo esta a missão mais desafiante que teve nos 25 anos d a sua carreira na Função Pública. Adiantou que sendo esta a sua casa, tal como a de muitas pessoas de Macau, quer construir para ficar ainda melhor. Considerou que ao providenciar um serviço público mais detalhado e que alcance os resultados esperados; uma segurança social e de saúde mais abrangente; ao educar os jovens a terem valores de amor à pátria e zelo de contributo à sociedade; ao permitir que cada um dos residentes tenha a oportunidade de desenvolvimento geral e contínuo; tudo isto reflecte o progresso e o desenvolvimento da sociedade. Comprometeu-se ainda a adoptar uma atitude pragmática, sincera e aberta, tomando a iniciativa de contactar os destinatários que possuam opiniões diferentes, no sentido de envidar os maiores esforços para construir um Macau ainda melhor.

O secretário reconduzido, Raimundo do Rosário, disse que, nos próximos cinco anos do seu mandato, irá fazer mais e melhor. Afirmou que, nos dias de hoje, tem mais vantagens do que há cinco anos, pois possui mais experiência de trabalho como secretário para os Transportes e Obras Públicas e conhece melhor o pessoal e os assuntos relacionados. Adiantou que, geralmente, a população quer rapidez no trabalho do Governo, no entanto, sendo os recursos humanos reduzidos nos serviços da sua tutela s e pelo facto de existirem muitos e grandes projectos, torna-se assim numa dificuldade. Revelou ainda que, no futuro, as habitações públicas vão centrar-se na zona A das Novas Zonas Urbanas, mas quanto aos pormenores dos planos concretos, estes serão apresentados nas Linhas de Acção Governativa do próximo ano.

Também reconduzido como procurador-geral, Ip Son Sang admitiu sentir a enorme responsabilidade que acarreta este cargo, uma vez que o Ministério Público está encarregue pela defesa do estado de direito e as suas atribuições legais residem na representação da RAEM nos tribunais. Ao perspectivar o futuro, sublinhou que irá ter os pés bem assentes na terra e assumir as atribuições de procurador-geral de forma cautelosa e escrupulosa. Salientou que durante os 20 anos após o regresso de Macau à China a Constituição e a Lei Básica definem o sistema constitucional e a base jurídica da RAEM, sendo o estado de direito um valor fundamental de Macau. Reiterou que o Ministério Público irá cumprir, conforme as políticas definidas legalmente pelo princípio “Um País, Dois Sistemas”, as atribuições de defensor do estado de direito, bem como, da soberania, segurança e dos interesses do desenvolvimento nacionais. Sublinhou ainda a importância de salvaguardar os interesses públicos da RAEM e os interesses legais da sociedade em geral.

Chan Tsz King, destacou os efeitos significativos dos trabalhos realizados pelo Comissariado Contra a Corrupção (CCAC), sob os esforços dos três comissários anteriores incluindo o actual, afirmando que irá aproveitar a experiência obtida nos órgãos judiciais para enfrentar esta tarefa, ao mesmo tempo que pretende manter uma atitude equilibrada no seu contributo à sociedade e irá desempenhar, o melhor possível, as suas funções, através dos conhecimento e da capacidade profissional adquirida.

O mesmo responsável garantiu que irá acompanhar, tratar e combater, de acordo com a lei, as infracções administrativas, solidando o senso de integridade nos funcionários públicos, ou seja, aproveitar a sensibilização, ensino e combate contra actos ilegais, para construir um governo transparente, além disso, irá liderar a equipa da CCAC a efectuar a reforma e inovação, a fim de articular com o desenvolvimento da sociedade e a aspirações da população, bem como, desenvolver em conjunto a integridade de Macau.

Ho Veng On, reconduzido como Comissário da Auditoria, disse sentir-se honrado com a oportunidade de continuar a servir o governo. Agradeceu ao Chefe do Executivo do I e II Governos da RAEM, Edmund Ho pela sua confiança e também ao Chefe do Executivo do III e IV Governos da RAEM, Chui Sai On pelo seu apoio, bem como, aos colegas da Sede do Governo e do Comissariado de Auditoria pelo apoio e colaboração na realização ordenada dos trabalhos. O mesmo comprometeu-se a dar continuidade, tal como no passado, ao desempenho activo do papel do Comissariado de Auditoria e não a divulgar meramente relatórios de auditoria, bem como, não irá poupar esforços na sua tarefa de execução e fiscalização para garantir o funcionamento saudável da administração.

Leong Man Cheong considerou uma enorme honra ter sido nomeado comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários. Afirmou que apesar de, actualmente, estar focado nos trabalhos da segurança em torno das comemorações do 20º aniversário do retorno de Macau à Pátria, irá esforçar-se para superar os obstáculos futuros, herdar os conhecimentos do passado e abrir novos horizontes na realização das tarefas, para que as relações entre as autoridades policiais e a população sejam cada vez mais harmoniosas, por forma a servir melhor a população e os turistas no sentido de tornar Macau numa das cidades mais seguras do mundo.

O Director-geral dos Serviços de Alfândega nomeado, Vong Man Chong também se comprometeu a exercer as suas funções com total lealdade e empenho e liderará a sua nova equipa a proceder com o avanço dos trabalhos aduaneiros de acordo com as linhas orientadoras do novo governo da RAEM e que tudo fará para contribuir para o desenvolvimento económico, a segurança e a estabilidade da RAEM.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar