Left off-canvas

An off-canvas can hold any content you want.

Close this off-canvas by clicking on the backdrop or press the close button in the upper right corner.

 

Some details

  • Width
    240px
  • Height
    100%
  • Body scroll
    disabled
  • Background color
    Default

O IAS está a acompanhar de perto a situação da família afectada pela violência doméstica no sentido de lhe prestar apoio adequado

O Instituto de Acção Social (IAS) tem vindo a acompanhar de perto a situação de um caso de violência doméstica que causou à vítima queimaduras em partes do corpo e olho. Atendendo às necessidades especiais sentidas pela vítima, a Sr.ª Lao, e sua família, o IAS tem envidado esforços no sentido de ajudar e de lhes prestar apoio oportuno e adequado.

Tomado conhecimento do caso em Julho de 2018, o IAS interveio de imediato no acompanhamento do caso, conjugando esforços com os Serviços públicos pertinentes e as instituições particulares, no sentido de prestar à família afectada o apoio de que lhe é necessário, designadamente, prestação de apoio económico (apoio económico urgente no valor de $8100 patacas, subsídio regular e apoio para cuidados médicos específicos no valor de $5230 patacas por mês). Considerando as situações que eventualmente possam vir a aparecer no filho da Sr.ª Lao quer física quer psicologicamente, o menor foi colocado num lar de crianças e jovens, estando então a receber aconselhamento. Actualmente, o IAS está em contacto regular com o referido lar, com o aconselhador destacado na escola e com os membros da família do filho, no sentido de acompanhar e de avaliar continuamente a mais recente situação do menor, com vista a que em conjunto e, através de negociações, se proceda a elaboração de uma proposta de aconselhamento e de terapia que seja a mais favorável ao crescimento dessa criança, na esperança de que a vítima (mãe) e o filho possam, através de forma adequada, entrar em contacto entre eles o mais rápido possível. Acresce ainda, que foram diligenciados esforços no sentido de organizar a estadia dos pais da vítima enquanto estiverem em Macau e os recursos sociais que os mesmos carecem. Considerando ainda as dificuldades com que a referida família possa deparar a curto prazo em termos da habitação, procedeu-se já de uma forma antecipada à uma organização do alojamento provisório. Ademais, aos membros da respectiva família foram proporcionados apoio emocional e aconselhamento e, através do contacto com a Cáritas, foi organizado e abordado o assunto relativo ao alojamento dos pais da vítima como acompanhantes da mesma para o período de consulta médica em Hong Kong.

Tendo em consideração a situação da Sr.ª Lao e prevendo que a mesma carece de um longo período para se recuperar, e sendo os pais da mesma já de uma certa idade e não serem residentes de Macau, o IAS irá continuar a acompanhar de perto a situação da referida família, prestando o apoio adequado e necessário, de modo a que essa família possa passar o período difícil e reconstruir uma nova vida.

Paralelamente, o IAS apela à população para que prestem atenção ao facto de que a violência doméstica pode causar danos irreversíveis às vítimas, quer física quer psiquicamente, podendo portanto afectar toda uma vida, pelo que se deve fazer parar e ser contra quaisquer actos de violência doméstica. Quando suspeitar ou deparar com a ocorrência de violência doméstica, deve, de imediato, recorrer ao apoio profissional, ligando para a linha aberta de pedido de apoio para casos de violência de 24 horas, cujo número é 28233030.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar