Estatísticas monetárias e financeiras – Janeiro 2019

De acordo com as estatísticas publicadas hoje pela AMCM, a massa monetária continuou a subir em Janeiro, e a quota da pataca permaneceu relativamente estável. Por enquanto, os depósitos de residentes aumentaram relativamente ao mês anterior e os empréstimos de residentes permaneceu practicamente inalterado. Massa monetáriaA circulação monetária e os depósitos à ordem cresceram 11,1% e 1,3%, respectivamente. M1, assim, cresceu 3,2%, relativamente ao mês anterior. Por enquanto, as responsabilidades quase monetárias cresceram 0,8%. A soma destes dois elementos, ou seja, M2, cresceu 1,1% relativamente ao mês anterior, atingindo MOP658,7 mil milhões. Relativamente ao período homólogo, M1 e M2 cresceram 7,2% e 8,1%, respectivamente. A proporção da pataca (MOP), os dólares de Hong Kong (HKD), os renminbi (RMB) e os dólares dos Estados Unidos (USD) registaram “peso” em M2 de 31,2%, 51,2%, 4,2% e 11,3%, respectivamente. Depósitos

Os depósitos de residentes aumentaram 0,9% ao mês anterior, atingindo MOP640,9 mil milhões, os depósitos de não-residentes decresceram 0,2%, atingindo MOP240,1 mil milhões. Por enquanto, os depósitos do sector público na actividade bancária decresceram 1,8%, equivale a MOP233,8 mil milhões. Como resultado, o total dos depósitos da actividade bancária cresceram 0,1% ao mês anterior, atingindo MOP1.114,9 mil milhões. A proporção da MOP, HKD, RMB e USD nos depósitos em total foi de 19,4%, 50,8%, 3,8% e 23,0%, respectivamente.

Empréstimos

Os empréstimos internos ao sector privado permaneceu practicamente inalterado em relação ao mês anterior, atingindo MOP504,9 mil milhões. Por enquanto, os empréstimos ao exterior cresceram 3,7% atingindo MOP525,0 mil milhões. Como resultado, os empréstimos ao sector privado cresceram 1,8% em relação ao mês anterior, atingindo MOP1.029,8 mil milhões, enquanto em MOP, HKD, RMB e em USD, “os pesos” alcançados 16,4%, 50,7%, 4,0% e 25,8%, respectivamente.

Rácios de resultados

No final de Janeiro, o rácio empréstimos/depósitos de residentes desceu de 57,8% no final de Dezembro 2018 para 57,7%, o volume que incluiu o rácio empréstimos/depósitos de não-residentes cresceu de 90,8% para 92,4%. Os activos correntes a calcular no período base de um mês e três meses em relação ao passivo ambos registaram 60,0% e 53,4%, respectivamente. Simultaneamente, o rácio de crédito vencido mantém-se em 0,2%.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar