Venda de bilhetes do Grande Prémio de Macau muito favorável

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura e presidente da Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau (COGPM), Alexis Tam, afirmou hoje (8 de Novembro), que já foram vendidos mais de 90 por cento dos bilhetes do Grande Prémio de Macau (GPM), situação bastante positiva, e que o governo e a COGPM continuarão a promover este evento no exterior.

Depois de presidir à cerimónia religiosa tradicional (Pai San) para o 66º Grande Prémio de Macau, Alexis Tam lembrou a comunicação social que se realiza, amanhã (9 de Novembro), na Praça do Tap Seac, a cerimónia de inauguração da Exposição de Carros e de Motos do 66º Grande Prémio de Macau, evento que antecede os quatro dias do Grande Prémio de Macau, que este ano decorre entre 14 a 17 de Novembro.

Alexis Tam revelou que o programa do GPM, este ano, tem um total de seis corridas, incluindo três taças do mundo da Federação Internacional do Automóvel (FIA), pelo terceiro ano consecutivo, designadamente a Taça do Mundo de Fórmula 3 da FIA, Taça do Mundo de GT da FIA e a Taça do Mundo de Carros de Turismo da FIA. Além disso, ainda existe outras três corridas, Taça GT da Grande Baía, Taça de Carros de Turismo de Macau e 53.º Grande Prémio de Motos de Macau.

O mesmo responsável disse que as corridas, este ano, atraíram um total de 169 pilotos provenientes de 35 países e 38 pilotos de Macau, prova de que as corridas de Macau são muito atraentes e que o GPM tornou-se num grande evento desportivo internacional. Considera que o evento passou também a captar mais turistas da Grande Baía e do exterior, que, simultaneamente, aproveitam esta oportunidade para visitar outras atracções, o património mundial e degustar a gastronomia de Macau.

Ao ser questionado pela comunicação social sobre a possibilidade de presidir à cerimónia do Grande Prémio na qualidade de secretário no próximo ano, Alexis Tam indicou ter já salientado várias vezes que desde que seja residente de Macau, ame a pátria e Macau, independentemente do seu estatuto, continuará a servir Macau em qualquer posto.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar