“Festival de Luz de Macau 2019 – À Descoberta da Luz” abre o pano, junta-se às celebrações do 20.º aniversário do estabelecimento da RAEM

Cerimónia de arranque do “Festival de Luz de Macau 2019 – À Descoberta da Luz”

A cerimónia de arranque do “Festival de Luz de Macau 2019 – À Descoberta da Luz” teve lugar esta noite (dia 1), no Anim’Arte Nam Van. Numa organização da Direcção dos Serviços de Turismo (DST), e co-organização do Instituto para os Assuntos Municipais (IAM), do Instituto Cultural (IC) e do Instituto do Desporto (ID), o evento decorre de 1 a 31 de Dezembro. A decorrer pelo quinto ano consecutivo, o Festival de Luz de Macau deste ano estende-se à zona norte pela primeira vez, e convida equipas provenientes de Espanha, Portugal, Japão e Shenzhen, a par com duas locais, que apresentarão espectáculos de vídeo mapping, em celebração do 20.° aniversário do estabelecimento da RAEM.

A directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, a presidente do IC, Mok Ian Ian, o administrador do Conselho de Administração do IAM, Ma Kam Keong, o chefe do Departamento de Administração de Instalações Desportivas do ID, Ho Wa, e o presidente do Conselho de Administração do Grupo Internacional de Convenções e Exposições de Macau China, Alex Lao, presidiram à cerimónia que marcou a abertura do evento, ligando as instalações luminosas no local, que accionaram o espectáculo de piano e dança que se seguiu, atraindo inúmeros residentes e visitantes, num ambiente animado.

Na cerimónia de abertura, a directora da DST referiu que: “Desde o seu lançamento em 2015 até à data, o Festival de Luz de Macau tem sido apresentado através de diferentes formas, tem contado histórias de Macau mediante a interacção da luz com o público, destacado a beleza das construções do Património Mundial e as características das diferentes comunidades, acrescentando nova vitalidade aos bairros antigos e aos edifícios históricos. Nos últimos cinco anos, o festival foi continuamente melhorado, procurando inovar o conteúdo do programa, integrando a arte da iluminação não só com a tecnologia, como com construções características, história e cultura, indústrias culturais e criativas, Macau enquanto Cidade Criativa da Gastronomia, entre outros elementos, potencializando a criatividade interdisciplinar, para em cada edição renovar o Festival de Luz de Macau, o qual tem sido muito bem acolhido pela população e visitantes.”

“Mak Mak” leva o público “À Descoberta da Luz”

O “Festival de Luz de Macau 2019 – À Descoberta da Luz” realiza-se de 1 a 31 de Dezembro, das 19h00 às 22h00. O festival continua a oferecer exibições de vídeo mapping, instalações luminosas, jogos interactivos, entre outras actividades, a realizarem-se em 15 locais de quatro zonas da cidade, incluindo a zona norte, que entra pela primeira vez no roteiro do Festival de Luz de Macau. A mascote do turismo de Macau “Mak Mak” levará os residentes e os visitantes a deambular pelos quatro percursos do festival, explorando as mudanças de Macau nos últimos 20 anos, na perspectiva da arte feita com luz, e partilhando a alegria do 20.º aniversário do estabelecimento da RAEM. O último espectáculo de vídeo mapping de cada noite começa às 21h50, com o funcionamento das instalações luminosas no Centro Naútico da Praia Grande, no Anim’Arte Nam Van e no toldo branco de Nam Van a prolongarem-se na noite de 31 de Dezembro de 2019, até às 00h10 de 1 de Janeiro de 2020.

Espectáculos de vídeo mapping em celebração do 20.° aniversário do estabelecimento da RAEM

As equipas participantes nos espectáculos de vídeo mapping deste ano, oriundas de Espanha, Portugal, Japão e de uma das cidades da Grande Baía, Shenzhen, a par com duas locais, irão realizar exibições subordinadas ao tema “Celebração do 20.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM”, em pontos do Centro Histórico de Macau, classificado como Património Mundial da UNESCO – as Ruínas de S. Paulo e, pela primeira vez este ano, também a Igreja de Seminário de São José.

O vídeo mapping “Jornada de Luz de Macau”, da equipa portuguesa, é a primeira das exibições, que estreia na noite de 1 de Dezembro e decorre até ao dia 10, na Igreja de Seminário de São José, transporta o público para momentos históricos de Macau, apresentando a cultura oriental e ocidental da cidade, o património mundial, a gastronomia, festividades e eventos diversificados, entre outros aspectos, através duma demonstração colorida e diversificada da arte de vídeo mapping.

A equipa espanhola apresentará “Bloom” entre os dias 2 e 10 de Dezembro, numa produção que coloca em destaque a beleza da arquitectura das Ruínas de S. Paulo, mostrando a cultura única de Macau, descrevendo cenários de beleza e prosperidade através do contínuo brotar dos vários elementos da natureza, com a combinação de música de instrumentos tradicionais da China e de Portugal, misturada com música moderna, para criar um ambiente alegre e festivo.

Os outros espectáculos de vídeo mapping a apresentar incluem: “As Aventuras de Neve” da equipa de Shenzhen (nas Ruínas de S. Paulo, de 11 a 19 de Dezembro), “Prism” da equipa do Japão (na Igreja de Seminário de São José, de 11 a 19 de Dezembro), a par com “Tempo de Alegria” (nas Ruínas de S. Paulo, de 20 a 23 de Dezembro e 25 a 31 de Dezembro) e “Celebração conjunta 20!” (na Igreja de Seminário de São José, de 20 a 31 de Dezembro), trazidos pelas duas equipas de Macau.

Outros dois espectáculos de vídeo mapping criados pelas duas equipas locais, “Memória do Canídromo de Macau” e “Carnaval”, serão ainda exibidos no Canídromo e no Largo dos Bombeiros, respectivamente, durante todo o período do festival.

Partilhar na App do Festival de Luz de Macau e nas redes sociais para troca por lembranças

A aplicação para telemóvel (App) do Festival de Luz de Macau 2019 (com versões em chinês tradicional/simplificado e em inglês) providencia informações sobre actividades, percursos, espaço para comentários e função de troca de lembranças, que pode ser descarregada gratuitamente na App Store ou no Google Play. O público pode seguir as orientações da App ou das redes sociais, para completar tarefas e trocar por diferentes lembranças do Festival de Luz de Macau 2019, nos balcões de informação designados.

Mais informações sobre o evento podem ser visionadas na página electrónica da DST: www.macaotourism.gov.mo/pt, na conta da DST no WeChat (MGTOWeixin), na página do Festival de Luz de Macau deste ano no Facebook (2019 Macao Light Festival) e no Instagram (macaolightfestival2019), ou mediante o descarregamento da App do Festival de Luz de Macau 2019.

Com base na recolha continuada de opiniões dos vários sectores, e a avaliação dos resultados do evento, a DST prossegue empenhada em tornar o Festival de Luz de Macau num evento anual internacional de marca da cidade, para concretizar um dos principais objectivos apresentados no Plano Geral do Desenvolvimento da Indústria do Turismo de Macau, de “Aumentar a diversidade dos produtos e experiências turísticas”, em conformidade com o rumo de desenvolvimento do Plano Quinquenal da RAEM, e apoiando os esforços de Macau para se transformar num centro mundial de turismo e lazer.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar