Reunião da Estrutura de Protecção Civil de 2019

Comandante-geral dos SPU e Comandante de Acção Conjunta, Ma Io Kun, a proferir discurso

O Comandante de Acção Conjunta e Comandante-geral dos Serviços de Polícia Unitários, Ma Io Kun, participou, na manhã do dia 9 de Abril, na “Reunião da Estrutura de Protecção Civil de 2019”. A reunião teve lugar no Edifício do Serviço de Migração de Pac On e contou com a presença das 29 entidades públicas e privadas que compõem a estrutura de protecção civil. O subchefe do Estado-Maior da Guarnição em Macau do Exercito de Libertação do Povo Chinês, Gao Zhijun, também esteve presente nesta reunião.

Fazendo uso da palavra, o Comandante-geral Ma salientou que em 2017, após a passagem do tufão “Hato” e as consequências desastrosas, sob a liderança do Chefe do Executivo, os membros da estrutura de protecção civil fizeram uma avaliação abrangente sobre a resposta ao desastre. Por outro lado, com a orientação e apoio dos peritos da Comissão Nacional para a Redução de Desastres, os membros da estrutura de protecção civil deram início a uma série de trabalhos para aperfeiçoar a protecção civil com vista a reformar o seu regime jurídico, o mecanismo e a estrutura da protecção civil, destacando a elaboração do “Plano de evacuação das zonas baixas em situações de storm surge durante a passagem de tufão”, a criação dos centros de abrigo e locais de permanência de emergências, a instalação do sistema de alerta sonoro nos pontos altos e nas zonas baixas, a optimização do mecanismo de divulgação de informações, a construção da plataforma de comando de emergência, o estudo sobre a construção de comportas, a promoção das acções de sensibilização para a prevenção e redução de desastres, a elaboração do regime jurídico da protecção civil que corresponda às necessidades, a coordenação das associações civis e comerciais nos trabalhos da protecção civil, entre outros.

O mesmo dirigente referiu que, durante a passagem do tufão “Mangkhut”, no ano passado, as operações de prevenção e de combate decorreram com sucesso e obtiveram resultados positivos, e que graças aos trabalhos de prevenção e de salvamento desenvolvidos pelos membros da estrutura de protecção civil e aos esforços empenhados pelas associações civis, voluntários, instituições chinesas, associações de maquinaria de construção e cidadãos, a cidade retomou rapidamente à normalidade, com um número reduzido de danos. Ao mesmo tempo, a Guarnição em Macau do Exército de Libertação do Povo Chinês esteve também em alto estado de prontidão durante a passagem do tufão “Mangkhut, de forma a poder prestar apoio na resposta a emergências caso fosse necessário.

O Comandante Ma indicou ainda que se irá realizar no dia 27 de Abril (sábado) o exercício de tufão denominado “Peixe de Cristal 2019”, tendo em consideração as experiências do ano passado e as sugestões apresentadas pela população, o “Plano de evacuação das zonas baixas em situações de storm surge durante a passagem de tufão” continua a ser um ponto fulcral deste exercício. Por outro lado, irá alargar a área de participação para 5 zonas de Macau, os cidadãos podem inscrever-se para participar no referido exercício, a fim de elevar os conhecimentos e a cooperação dos cidadãos em relação ao plano. O Comandante Ma, referiu ainda que o exercício visa testar e melhorar a operacionalidade do plano de evacuação, reforçar a comunicação entre os membros da estrutura de protecção civil e o mecanismo de colaboração.

Com o intuito de avaliar a eficácia do funcionamento da “Plataforma de comando para resposta de emergências”, elaborada em conjunto com o Instituto de Investigação de Segurança Pública da Universidade de Tsinghua, a mesma vai ser utilizada durante o presente exercício, a fim de nos preparamos para a sua aplicação durante a época de tufão deste ano.

Durante a reunião, os representantes da Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos, do Instituto de Acção Social, da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude e da Companhia de Electricidade de Macau fizeram retrospectivas e previsões sobre tempestades tropicais, apresentaram as instalações dos centros de abrigo e os recursos materiais, bem como uma prospecção sobre os trabalhos de prevenção de desastres, apresentando as medidas de fornecimento de energia eléctrica face a inundações das zonas baixas e o meio de divulgação de informações. Os membros da estrutura apresentaram opiniões e sugestões sobre o exercício e realizaram um debate com vista o aperfeiçoamento dos trabalhos de protecção civil. Ao mesmo tempo, foi realizada uma exposição dos equipamentos da protecção civil, tendo sido exibidos vários equipamentos utilizados nas operações de protecção civil, nomeadamente veículo anfíbio, botes salva-vidas, drone marítimo para detecção da situação submarina, drone de uso policial, entre outros, tendo demonstrado os preparativos da autoridade em relação às acções de socorro e salvamento face a desastre.

Ver galeria


Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar