Recolha de opiniões sobre a necessidade de impulsionar a “habitação para a classe sanduíche”


O Chefe do Executivo, Ho Iat Seng, indicou ser necessário proceder a uma consulta sobre a proposta de “habitação para a classe sanduíche”, acrescentando que o governo recebeu várias opiniões da população sobre o desejo em promover o plano para a referida habitação, mas, por outro lado, também recebeu opiniões contra. Por isso, salientou a necessidade de uma consulta pública, cujo relatório o governo espera finalizar, o mais breve possível. O mesmo responsável esclareceu que a referida habitação não será construída ainda em 2021, pois é preciso legislar antes da sua construção.

Entretanto, no diz respeito à formação de quadros qualificados do território, o Chefe do Executivo afirmou serem bem-vindos mais estudantes do Interior da China para frequentarem as instituições de ensino superior de Macau. E no que toca à importação de quadros qualificados em Macau, Ho Iat Seng revelou que o governo criará uma comissão para avaliar e apreciar os pedidos desses quadros que sejam favoráveis à diversificação adequada de Macau. Na devida altura será divulgado o regime de avaliação, assim como a respectiva legislação, sublinhando que o governo está acompanhar os respectivos trabalhos.

O mesmo responsável frisou que a ideia acima referida e a permanência dos estudantes do Interior da China em Macau são duas situações bem diferentes. Enfatizou que os estudantes universitários são futuros quadros qualificados, e Macau necessita de quadros qualificados com experiência profissional e técnico-profissionais provenientes de várias regiões.



Há algo de errado com esta página?

Ajude-nos a melhorar o GOV.MO

* Campo obrigatório

Enviar